quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Galinha à cabidela


É assim, galinha cozida com molho feito do próprio sangue da ave. Uma delícia. Digamos, uma iguaria. Do mesmo modo, a palestra que eu fui hoje: para poucos. Quase 200 lugares, lá perto da av. Paulista, David Lynch mexia seus dedinhos, como se tocasse num piano imaginário, tentando explicar todas as perguntas que lhe eram dirigidas. Ele, diretor de filmes surreais como Lost Highway, e seu último, Inland Empire; aquela, uma delícia, um prazer, um sonho.

2 comentários:

Brownie disse...

Nossa senhora! Muito a cara do domingo em família. Mais precisamente na casa da vó. Hahaha

Gandharva, Thiago Carvalho. disse...

sou mt chegado em galinha de cabidela nao
mas o lynch eh sensacional

=)